Institucional



06.12.2018
Notícias

Imaculada Conceição: Mensagem do Ministro Provincial

Queridos irmãos e irmãs,
Paz e Bem!
Celebramos com toda a Igreja a solenidade da Imaculada Conceição de Maria! Para a nossa Província é também o dia da sua Padroeira!
E celebrar esta solenidade da Mãe de Deus é se colocar em atitude de contemplação diante de um mistério – o mistério de que Maria foi preservada da mancha herdada pelo pecado das origens da própria humanidade, trazido em forma alegórica no livro do Gênesis. Aos nossos primeiros pais, Adão e Eva, é atribuída a vulnerabilidade do ser humano diante das forças do mal. Hoje, reconhecemos a existência desta tendência, originada na ruptura com Deus, o criador, perfeitíssimo em sua essência.
Apesar disso, é Ele mesmo quem toma a iniciativa de nos resgatar para a plena e eterna comunhão com Ele ao nos enviar seu próprio Filho, a vítima do sacrifício que nos purifica. Para Ele se encarnar, Deus escolhe uma mulher e a prepara santíssima, adornada com as qualidades e as belezas d’Ele mesmo. Assim, ela estaria isenta do pecado, natural na criatura humana.
A Igreja sempre venerou a santidade da Mãe de Deus, o seu coração inteiramente voltado para Deus, a mulher “cheia de graça” (Lc 1,28), saudada pelo anjo, na Anunciação. Mas foi em 1854, no dia 8 de dezembro, que o Papa declarou verdade de fé a conceição imaculada de Maria, como um dogma – uma doutrina contida na Revelação Divina, a ser acreditada por todos os fiéis. Assim, são 164 anos deste dogma. Mas, a nossa Província já foi criada há três séculos e meio, com esta invocação: Província da Imaculada Conceição.
Pois a Ordem Franciscana já celebrava esta solenidade desde o século XIII. São Francisco, na simples e belíssima oração, “Saudação à Mãe de Deus”, expressa esta verdade com palavras cheias de ternura: “Salve ó Senhora Santa…! Em vós residiu e reside toda a plenitude da graça e todo o bem!”.
Na solenidade da Imaculada, ainda nos é muito presente a recente celebração do nosso Capítulo Provincial, ocasião em que refletimos sobre a minoridade, como aquilo que qualifica a nossa fraternidade. Somos uma fraternidade de menores, seguidores de Jesus Cristo – aquele que se fez menor, ao menos em três mistérios muito caros para São Francisco: a sua encarnação, a sua paixão e a eucaristia. Foi nesta contemplação do Salvador, que São Francisco percebeu o caminho que queria trilhar, abrindo-o para que nós hoje pudéssemos continuar perseguindo seus passos.
Como franciscanos, frades, leigos e leigas, queremos nos despojar radicalmente de nós mesmos e de todas as coisas, e viver como menores, anunciando as bem-aventuranças com alegria – esta é a nossa missão na Igreja, vivida na fidelidade ao Espírito de São Francisco.
Convido cada um de vocês, irmãos e irmãs, a renovarem também o seu sim no sim ousado de Maria! Sim revestido de humildade e de serviço – “Eis aqui a serva do Senhor”! “Faça-se em mim segundo a tua palavra!” Ela não nos chama para si mesma, mas nos aponta para seu Filho.
Unidos a Ele e com a confiança e a fidelidade de sua Santíssima Mãe, a Imaculada Conceição, renovemos nosso amor e nosso sim!
Pela intercessão da Bem-aventurada Virgem Maria, em sua Imaculada Conceição, abençoe-vos Deus todo poderoso: o Pai, o Filho e o Espírito Santo! Amém!


FREI CÉSAR KÜLKAMP
Ministro Provincial

Compartilhe:   

Contato

Endereço

Rua Coronel Veiga, 550 - Petrópolis – RJ | CEP: 25.655-151

Telefone: (24) 2243-9959


Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro das novidades: